Os Estilos de Kung Fu Mais Conhecidos


O Kung Fu, arte marcial criada pelos chineses e também conhecida por “Wushu”, possui diversos estilos diferentes. Em uma rápida analogia, também há estilos diferentes de futebol, como por exemplo: futebol de campo, futebol de salão, futebol de areia, showbol, entre outros. No Kung Fu, existem centenas de estilos um diferente do outro e cada um com suas particularidades e características. Neste artigo, vou listar alguns dos estilos de Kung Fu mais conhecidos e praticados pelos brasileiros. Caso você queira saber um pouquinho sobre a história do Kung Fu CLIQUE AQUI. Confira abaixo uma breve descrição de alguns estilos de Kung Fu.

Choy Lay Fut – O CLF, também conhecido como o estilo dos cinco animais, foi criado por Chan Heung em 1836. Chan Heung unificou as técnicas de três estilos diferentes para desenvolver o seu próprio Kung Fu. Este estilo sulista possui técnicas que imitam diversos animais e os principais são: garça, tigre, serpente, pantera (também conhecido como leopardo) e dragão. O CLF é famoso por ser um estilo muito eficiente em batalhas, assim como defesa pessoal, pois foi criado e desenvolvido durante uma época de muitas guerras internas na China.

Hung Gar – Assim como o Choy Lay Fut, o Hung Gar também possui técnicas de diversos animais, como por exemplo: garça, tigre, serpente, pantera e dragão. Hung Hei Kung, criador do Hung Gar, teve como mestre o ancião Gee Sin, um monge muito famoso por treinar diversos mestres de Kung Fu no templo Shaolin do Sul da China. Este estilo enfatiza os movimentos fortes e agressivos, bloqueios e ataques com movimentos simultâneos e os diversos golpes em garra do tigre, por isso também é conhecido como o estilo da garra de tigre.

Louva-a-Deus – Wang Lang ficou muito impressionado com a vitória do frágil inseto, Louva-a-Deus, contra uma cigarra grande e forte. Wang capturou o pequeno inseto, estudou os seus movimentos e assim desenvolveu o seu próprio estilo de Kung Fu. Criado aproximadamente há 400 anos no norte da China, o estilo do Louva-a-Deus possui técnicas de socos, chutes, agarramentos, entre outras.

Garra de Águia – O estilo baseado na águia foi desenvolvido durante a Dinastia Sung (960-1279) pelo general Ngok Fei. O estilo da Garra de Águia ficou famoso após o general e seus soldados vencerem várias batalhas utilizando as técnicas fortes e precisas de agarramentos, torções, quebras, chutes, socos, cotoveladas, joelhadas, projeções, entre outras. O estilo oriundo do norte da China ganhou mais popularidade durante a Dinastia Ming (1368-1644) após o monge Lai Chun misturar as técnicas do general Ngok Fei com as do estilo Fan Tsi e, assim, desenvolver uma nova linhagem do estilo Garra de Águia.

Fei Hok Phai – Como afirma a Associação Central Chiu Ping Lok Fei Hok Phai Kung Fu Wushu do Brasil: Segundo o Grão-Mestre Chiu Ping Lok, o Estilo Fei Hók Phai foi criado em 1961, tendo como fundamento cinco linhagens mais conhecidas do Kung Fu Chinês são elas: Hung Gar, Lau Gar, Choy Gar e Mok Gar”. O estilo da “Garça em Vôo” possui como base estilos do sul da China, mas foi desenvolvido pelo Grão-Mestre Chiu Ping Lok aqui no Brasil. Os golpes deste estilo são baseados principalmente no tigre e na garça, mas também, possui movimentos de pantera, dragão, entre outros.

Wing Chun – De acordo com a lenda, Ng Mui, uma mestra de Kung Fu, teria desenvolvido o seu próprio estilo após estudar e praticar diversas modalidades do Kung Fu. Ela não ensinou suas técnicas a ninguém até conhecer uma jovem chamada Yim Wing Chun. Yim teria pedido a ajuda de Ng Mui para se defender de um grande lutador chamado Wong. Ng Mui aceita a jovem como discípula e lhe ensina o seu estilo de golpes curtos, simples e rápidos voltados para a auto defesa e eficiência em combate. Após anos de pratica, Yim vence Wong, se torna mestra e o estilo fica conhecido pelo seu sobrenome. O Wing Chun começou a ganhar popularidade graças a Bruce Lee, que foi praticante do estilo, e também pela serie de filmes “O Grande Mestre”. CLIQUE AQUI e leia o nosso artigo sobre Wing Chun.

Shaolin do Norte – O templo Shaolin da província de Henan foi fundado em 495 e algumas décadas depois o monge indiano Bodhidharma teria chegado ao templo. Bodhidharma teria ensinado algumas técnicas para os monges chineses fortalecerem seus corpos. Com o passar do tempo, essas técnicas evoluíram e se transformaram no estilo Shaolin do Norte. Este estilo dá bastante ênfase aos movimentos de pernas, mas também utiliza os punhos, cotovelos, rasteiras e diversos tipos de armas chinesas. CLIQUE AQUI e leia o nosso artigo sobre Shaolin do Norte.

Shuai Jiao – Segundo da Federação Paulista de Kung Fu (FPKF): Os relatos históricos nos contam que por volta do ano 2.700 a.c. duas tribos rivais se instalaram ao longo do Rio Amarelo. Uma das tribos era liderada pelo famoso Huan Ti, e a outra por Zhi You, cujos guerreiros utilizavam um capacete com dois chifres. Estes capacetes eram utilizados nas batalhas para ferir os inimigos. Huan Ti ensinou seus guerreiros a evitarem estes ataques perigosos e a desequilibrarem seus adversários. Assim, graças a esta técnica, Huan Ti venceu Zhi You e unificou o país; nascia então a China”. O Shuai Jiao se desenvolveu com o passar do tempo e hoje em dia é um estilo de Kung Fu com técnicas de luta, corpo a corpo, de projeções e torções. CLIQUE AQUI e leia o nosso artigo sobre Shuai Jiao.

Sanda – O Sanda é a luta desportiva do Kung Fu, ou seja, um estilo moderno de luta corpo a corpo que utiliza diversos tipos de socos, chutes e projeções. Apesar de ser uma modalidade voltada para competições, o praticante não é obrigado a competir e, assim, pode desfrutar dos benefícios do Kung Fu. Também conhecido como “boxe chinês” ou Sanshou (nome utilizado antigamente) o Sanda teve como antecessor o Kuoshu. Com a intenção de expandir e unificar o Kung Fu praticado pelo mundo, a Federação Internacional de Wushu (IWF) padronizou o Sanda como o esporte de combate do Kung Fu nos anos 90. CLIQUE AQUI e leia o nosso artigo sobre Sanda.

Tai Chi Chuan – Criado por um general aposentado, Chen Wangting, da dinastia Ming, este estilo de Kung Fu tem como característica a execução lenta dos movimentos. O Taiji Quan, como também é conhecido, possui golpes diversos de punhos, pernas e armas tradicionais chinesas. Tai Chi Chuan é um estilo que visa o fortalecimento da energia interna do praticante, ganhando a fama de uma forma de meditação em movimento. Antigos mestres descrevem o Tai Chi Chuan em três frases: “Vencer o movimento através da quietude”, “Vencer a dureza através da suavidade” e “Vencer o rápido através do lento”.

Wushu Moderno – Com a intenção de promover o Kung Fu para as Olimpíadas, o Instituto de Pesquisas de Wushu Chinês desenvolveu algumas formas denominadas rotinas compulsórias de competição. Ou seja, o Wushu Moderno possui golpes tradicionais do Kung Fu e também utiliza as armas tradicionais chinesas, mas os Katis (formas de apresentação) são exatamente os mesmos para todos os praticantes. Como há centenas de estilos diferentes, foi necessário desenvolver um padrão mundial de rotinas para que o Kung Fu conseguisse ingressar nos Jogos Olímpicos. Desde 1996, a China trabalha para que os atletas de Wushu, enfim, consigam disputar uma Olimpíada.

Comentários

Unknown disse…
Parabéns, professor!!! O kung fu precisa de pessoas com a sua dedicação.

Veja Também:

Equipamentos de Proteção: Porque e Como Manter a Identidade Visual do Sanda

Por que você não pratica Kung Fu?

Diferenças entre o Shuai Jiao da China e do Brasil

Entre em contato!


ATENÇÃO! Por favor, preencha todos os campos abaixo.

Seu Nome:

Seu E-mail:

Sua Mensagem: